Sarau de Artes, Letras e Tretas!


  Eterno regresso Ah, quando nasci, Deram-me por berço Uma terra Coberta de serras Penedos tersos Urze, mato florido Um olival desmedido Onde faziam fogueiras. Veredas lajeadas Cobertas de carvalhos velhos E árvores fantasiadas Pintadas de frescos verdes Habitadas por mouras encantadas… Tinha uma trotineta vermelha Vinda de França, Era um Pégaso a percorrer distâncias!Continue a ler “Sarau de Artes, Letras e Tretas!”

Uma noite memorável!


Sem pressa, sem tempo… Ao som do dedilhar de uma guitarra, tocada pelo grande mestre: Professor Carlos Carneiro, sentimos a poesia de autores Famalicenses. A voz única dos Professores António Sousa e Ivo Machado (apesar de frágil), invadiram a biblioteca e uma plateia de amigos, alunos, pais, professores…Em ambiente intimista consolidamos laços e rimos, sorrimosContinue a ler “Uma noite memorável!”