A biblioteca ajuda-o a poupar!

desenho

A BIBLIOTECA AJUDA-O A POUPAR!

Vá à biblioteca para ler os livros que quiser, sem pagar nada por isso!

O Dia mundial da Poupança foi estabelecido em 1924, durante um congresso de Economia na cidade italiana de Milão, com o objectivo de promover a noção de poupança.

Todos sabemos que é imprescindível saber poupar e nos tempos de crise o apelo à Poupança é inevitável.

Ainda a propósito de poupança, e para os que se lembram das Redacções da Guidinha *

Apresentamos a crónica publicada no suplemento “A Mosca” do Diário de Lisboa.

Estou farta de batatas até aos olhos não posso ver batatas à minha frente porque tenho um azar danado enquanto toda a gente hoje tem o DIA mundial da poupança eu nasci numa casa em que andamos há cinco anos ou mais sim ou mais que eu tenho a impressão de que nunca vivemos senão assim mas o melhor é voltar ao que eu estava a contar enquanto toda a gente tem o dia mundial da poupança nós lá em casa andamos no ANO inteiro da poupança e o pior é que já vamos para o quarto ano da poupança e para quê? para chegarmos vivos ao fim do mês vivos mas cheios de batatas até aos olhos (…) deviam dar uma medalha ao meu Pai porque ele é um homem bestial que inventou a tal poupança antes do resto do mundo cá para mim deviam pôr o retrato dele nos livros de história ao lado dos retratos dos navegadores porque ele descobriu a poupança antes dos outros sim porque a verdade é que a gente lá em casa anda a navegar em poupança antes dos outros há tantos anos que nem conhecemos outra coisa eu cá por mim estou à espera para ver se compro um livro de matemática porque com o dinheiro que o meu Pai ganha nem para o ano mas para voltarmos outra vez ao que eu estava a dizer o que eu quero é que ponham debaixo dos cartazes (do Dia Mundial da Poupança) «Viva o Pai da Guidinha que inventou o Ano da Poupança Doméstica» ou qualquer outra coisa parecida para se fazer justiça.

* «As “Redacções da Guidinha” foram uns textos de crítica de costumes, sob a forma de redacções escolares sem qualquer pontuação, escritos por uma suposta menina moradora no bairro da Graça, em Lisboa, chamada Guidinha. O verdadeiro autor dos textos não era mais do que o escritor Luis de
Sttau Monteiro. Estes textos foram publicados em 1969 e 1970 num suplemento humorístico, chamado “A Mosca”, do “Diário de Lisboa”, que foi um vespertino que deixou uma marca indelével na história do jornalismo português. O próprio suplemento “A Mosca” era dirigido por um outro excelente escritor, José Cardoso Pires.»

Deixamos aqui três sites com sugestões para poupar em diversos campos da nossa vida quotidiana:

http://saberpoupar.com/
http://microsites.juventude.gov.pt/Portal/e-gerir/DiaPoupanca/

http://saberpoupar.com/artigos/10-dicas-para-poupar-dinheiro-liv

Desafio-1-destaque

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: