Primeiro grande momento…a ler nos caminhos do mar

Click to play this Smilebox collage
Projeto Ler+Mar- Ler nos caminhos do mar

Decorreu no dia 29 de janeiro, pelas 18.30, a Conferência: CORRENTES DE TINTA E AFETOS NA CORRESPONDÊNCIA NA EMIGRAÇÃO, na Biblioteca Camilo Castelo Branco. (artigo em construção 😉 )

“As escritas epistolares e outros documentos, produzidos em contextos de mobilidades, conduzem-nos para um microcosmos de ligações entre quem saiu de casa e quem permaneceu no espaço doméstico e também revelam redes de vizinhança e sociabilidades sustentadas por papéis e tinta. Cada carta é um elo dessa cadeia de afetos e com a escrita pretendia-se reforçar ligações interrompidas, manter vínculos com quem ficou na outra margem. Através destas correntes de tintas, conhecemos respostas ou decisões sobre as quais não temos uma parte, as questões e dúvidas às quais se dá solução ou mesmo sugestões e ordens de gestão do espaço doméstico e outras opções de natureza familiar, como as autorizações a conceder pelo chefe de família, quando a mulher ou os descendentes menores desejavam reagrupar o lar, cruzando o Atlântico.”

Henrique Rodrigues fez o percurso académico de Bacharel, Licenciado, Mestre e Doutor em História na Universidade do Porto. Foi professor do ensino secundário, desde 1977/78 até 1993, exerce funções docentes no IPVC (Instituto Politécnico de Viana do Castelo) com a categoria de Professor Adjunto. Tendo participado em mais de uma centena de eventos científicos com comunicação, é autor de dezenas de títulos publicados no Brasil, Espanha, França, Portugal (Portugal Continental, Madeira e Açores). Organizou vários eventos científicos sobre a problemática das Mobilidades, Escritas, Alfabetização e Educação e fez parte de várias comissões científicas de congressos nacionais e internacionais. Foi fundador e Coordenador Científico da Revista Estudos Regionais, 2.a série (n.o 1 a 4). É membro de várias associações e de centros de investigação científica, de que se destacam: APHVIN/GEHVID (Associação Portuguesa de História do Vinho e da Vinha), CETRAD/UTAD (Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento/ Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro), CER (centro de Estudos regionais), ADEH (Associação de Demografia Histórica Ibérica). É colaborador da Universidade Portucalense, Infante D. Henrique, instituição onde tem orientado dissertações de Doutoramento.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: